Como muda teu corpo durante a gravidez

Como muda teu corpo durante a gravidez
Partillhar

Uma gravidez é um dos momentos da vida de uma mulher em que o corpo suporta as mudanças mais drásticas. Sem dúvida, as transformações  mais evidentes são na barriga e no peito, mas existem outras menos visíveis, embora da mesma importância para o processo da gestação e parto.

Durante os nove meses de gravidez o corpo muda dia após dia para gestar o feto em desemvolvimento para o parto. Para isso diferentes orgãos precisam se adaptar a nova situação.

O útero

Desde o momento em que o blastocisto se implanta no endométrio o útero, que en estado normal mede entre 7 e 9 cm de longitude, começa a se transformar. Os vasos sanguíneos penetram no endométrio para começar a sua função: permitir o intercambio de nutrientes entre o feto e a futura mãe.

As mudanças não são visíveis externamente nas primeiras semanas. Em algumas mulheres se nota antes a  barriga saliente em outros demora mais umpouco, mas em qualquer um dos casos, o ñutero não deixa de se expandir a cada dia a medida que o bebé se desenvolve. É um músculo elástico que dilata-se e multiplica seu tamanho em 20 vezes para abrigar um ou mais bebés e depois voltar a sua forma original.

Na semana 8 de gestação já apresenta um tamanho de uma laranja mediana.

Na semana 12 supera a pélvis e chega ao abdômen. Este momento, em algumas mulheres, pode chegar a sentir levemente e apalpar a parte inferior.

Na semana 20 já é visível perfeitamente desde o exterior. A barriga é proeminente e alcança a altura do umbigo. A linha alba, uma linha escura na pele que vai do umbigo a pubis, começa a aparecer.

No te puedes perder ...

A partir da semana 37 o útero começa a abaixar, mais ou menos para debaixo da região do apêndice.

No final da gravidez o útero pode chegar a pesar 1 quilo.

Durante o parto as mudanças que o útero sofreu ao longo da gravidez permite que se contraia com maior facilidade e por isso faz adequadamente seu trabalho como motor para abrir o colo e empurrar a criança para fora. Para que o bebé possa nascer será preciso que a matriz se contraia e que o bebé possa atravessar o colo do útero, que em estado normal é um canal de menos 1 cm de largura, e depois a vagina. Por isso durante a gravidez, o colo, que era duro e fibroso, graças aos hormônios, se amacia e fica flexível, para que se abra com facilidade no momento do parto.

Depois do nascimento e da explusão da placenta a matriz ainda conserva o tamanho adquirido no final da gravidez, mas agora está vazio. Graças a ação das contraçõs pós parto o útero voltará a sua forma natural e as paredes vaginais se abrirão recuperando totalmente a dilatação da gravidez. Um processo que dura mais ou menos um mês para seu total restabelecimento.

A pélvis

Uma das funções dos hormônios no decorrer da gravidez é  de relaxar as articulações que unen os ossos para o momento do parto. Devido a esta distensão as articulações, a pélvis adquire maior mobilidade e se alarga alguns centímetros. Separação suficiente para favorecer o parto vaginal, embora em ocasiões possa provocar certa  dor na área. Pode-se também notar como seus quadris tivessem alargando com o passar dos meses .

A vagina

Este orgão muda totalmente ao longo da gestação. O aumento dos vasos e das mudanças dos músculos do períneo e da vulva provicam um amaciamento de tecidos. As paredes da vagina, também na preparação para o parto, se alargam, se ampliam, tornar-se mais flexível e curvas.

Pelo mesmo motivo, aumentam as secreções vaginais, mas com maior acdez, como proteção antibacteriana.

O peito

Durante a gravidez as glândulas mamárias começam a se preapar para a sua função pós parto: fabricar leite para o bebé. Embora o ventre não aumente nos primeiros meses, o peito começa a inchar praticamente no início da gestação. Devido a ação dos hormônios, os seios aumentam ligeramente de volume depois da concepção, ficam mais tensos e sensíveis e os mamilos e auréolas mudam de cor.

A partir da semana 5 o o crescimento da mama será significativo. Veias superficiais também são mais visíveis e azuis pelo aumento do fluxo sanguíneo.

As mamas continuam a crescer durante toda a gravidez e em torno da 20ª semana podem começar a atividade e a produção da secreção do colostro , por isso, não é de se admirar que, antes de dar à luz há  uma pequena perda de leite.

 



Fecha de actualización: 19-05-2015

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>