Truques para evitar as náuseas durante a gravidez

Truques para evitar as náuseas durante a gravidez
Partillhar

Náuseas! Para todas as grávidas esta palavra é sinónimo de mal-estar incessante, de vómitos, de perda de peso e de desagrado pela comida. Resumindo, um verdadeiro problema que pode persistir até ao final do terceiro mês. Embora cada grávida seja diferente, ter náuseas é bastante comum durante a gestação. Cerca de 50% das mulheres sofrem de náuseas e vómitos, já 25% só têm náuseas e outras 25% não são afectadas por este problema.

Na maioria das mulheres os sintomas começam a melhorar a partir da 12ª semana de gestação; mas essa luz no final do túnel pode parecer demasiado lenta no início da gravidez. Apenas uma pequena percentagem de mulheres continuam a ter estes desagradáveis episódios durante os nove meses. A única coisa positiva de tudo isto é que é um sinal de uma gravidez saudável.

O que as provoca?

Não se conhecem nem os mecanismos nem as causas que as produzem. A sua origem é bastante misteriosa. São as hormonas? O relaxamento muscular do estômago? A falta de vitamina B6? Alguns especialistas defendem inclusiva uma origem psicológica.

Os odores

O sentido do olfacto da mulher grávida altera durante as primeiras semanas da gestação, tornando-se muito mais sensível. Assim, alguns odores que antes eram agradáveis ou que não tinham nenhuma consequência particular, convertem-se agora em verdadeiros desconfortos chegando a provocar as conhecidas náuseas. O seu iogurte preferido, o seu perfume habitual ou o odor da pintura fresca podem ser agora verdadeiros pesadelos.

No te puedes perder ...

Sonhar durante a gravidez, o que significa?

Sonhar durante a gravidez, o que significa?

Uma das principais causas do aumento dos sonhos durante o período de gestação são as numerosas alterações hormonais e emocionais que se produzem na futura mãe. O conteúdo dos sonhos e dos pesadelos reflectem, de alguma maneira, a preocupação e os possíveis medos da mãe antes da nova e importante etapa da sua vida que vai começar. Por isso, o melhor é falar com o seu marido acerca dessas sensações, compartilhar esses sonhos, tanto os agradáveis como os desagradáveis. No entanto, é fundamental que se recorde que ter sonhos estranhos ou pesadelos durante a gravidez é algo frequente, perfeitamente normal e que não implica nenhum problema.

 

 

As hormonas

As grávidas estão sujeitas a alterações cujos efeitos se sofrem desde o início da gravidez e podem acarretar igualmente alterações de humor e náuseas. O nível hormonal das mulheres com gémeos ou trigémeos é mais alto, pelo que é mais provável sofrerem náuseas.

Outra teoria

Alguns investigadores apresentam outras hipóteses. Segundo os mesmos as náuseas estão associadas a um antigo mecanismo de defesa do nosso corpo para se proteger da ingestão de venenos. Mas que devido à grande variedade de alimentos que temos à nossa disposição, não é de estranhar que este sistema de protecção fique desequilibrado e rejeite também os alimentos saudáveis.

Tenha em conta que a fome e o cansaço podem agravar a situação. As náuseas podem surgir todas as manhãs ao levantar-se ou quando altera a sua posição.

Como combatê-las

Existem diversos métodos para ajudar a evitar as náuseas da gravidez: experimente-os para descobrir qual é o que melhor funciona no seu caso.

- Alterações dietéticas: está provado que os alimentos ricos em proteínas podem ajudar a reduzir as náuseas. Experimente com distintos alimentos para encontrar o que tolera melhor. Talvez deva evitar as comidas picantes, por exemplo. É importante que coma algumas coisas entre um ataque de náuseas e outro, para evitar a excessiva perda de peso. Para além disto, beba muitos líquidos.

- Medicação: existem várias medicinas para aliviar as náuseas da gravidez. O mais importante é tratá-las de forma precoce. Um atraso no tratamento poderá permitir que o vómito se torne mais severo com o passar do tempo. A ingestão de piridoxina (vitamina B6) pode ser útil. O uso de pastilhas contra os enjoos que contenham prometacina é seguro e pode ter êxito. Em qualquer caso se as náuseas persistirem peça ao seu médico que lhe receite um medicamento para acalmá-las.

- Acupressão: esta técnica japonesa, baseada na pressão dos tendões pode ser muito útil. Um sistema simples é as pulseiras de acupressão comercializadas para evitar enjoos nas viagens.

Dez truques …

Antes de procurar um antídoto infalível deve encontrar o que é que exactamente lhe provoca as náuseas e os vómitos, isto para tentar evitá-los. Mas se persistem e se não as suporta, o seu médico poderá ajudá-la. Mas antes de chegar esta solução, aconselhamo-la a experimentar estes truques:

- Se tem náuseas matinais beba um copo de água, coma uma bolacha e leve o seu tempo para levantar-se, espere pelo menos um quarto de hora na cama até colocar os pés no chão. Na realidade o ideal é tomar o pequeno-almoço na cama à base de hidratos de carbono, proteínas e açúcares lentos (bolachas, pão, fruta, etc.). Aqui tem uma magnífica desculpa para que lhe levem o pequeno-almoço à cama.

- Coma frequentemente: não se trata de que passe o tempo a comer, mas é melhor ter náuseas com o estômago cheio. Ao longo do dia coma uma maça, frutos secos, tostas de pão integral, etc. Evite os alimentos ricos em gorduras, difíceis de digerir, os fritos e os alimentos muito picantes. Não coma aquilo que o simples odor ou consistência lhe provoquem náuseas. Quando acabar de comer não lave imediatamente os dentes, já que isto pode ocasionar vómitos.

- Respire fundo: a simples respiração de ar puro pode combater eficazmente as náuseas. Sempre que seja possível durma com a janela aberta para que entre ar fresco enquanto dorme. Notará a diferença ao acordar!

- Compre limões: corte um limão ao meio e cheire-o quando tiver uma náusea ou beba sumo de limão exprimido com um pouco de açúcar ou água mineral com umas gotas de limão.

 Beba infusões: pode escolher os ingredientes que mais gosta ou que mais lhe apeteça nesse momento. Quais são as mais eficazes? De casca de laranja, de menta, de anis, etc.

 Beba bebidas gaseificadas, mas sem abusar. A Coca-Cola (de preferência sem cafeína), a gasosa ou os refrescos com gás, consumidos em pequenas quantidades, podem dar uma grande ajuda para uma melhor digestão.

- Água a toda a hora: beba entre 10 a 12 copos de água ao longo do dia e molhe a cara com uma toalha húmida de vez em quando.

- Gengibre, o seu novo aliado! A Organização Mundial de Saúde reconheceu os benefícios do uso tradicional da raiz de gengibre para prevenir as náuseas e os vómitos derivados do estado de gestação. Em qualquer caso tem de ser comido com moderação. Pode comer gengibre seco, sem ultrapassar as 2g por dia. Também o pode comer fresco, 2g de gengibre seco correspondem a 10g de gengibre fresco. Coma-o ou beba-o em forma de infusão e utilize-o ralado em saladas e outros pratos. Se for mais cómodo por optar por pastilhas de gengibre, à venda em ervanárias.

- Evite os movimentos bruscos. Repouse várias vezes ao dia, deitada com uma almofada debaixo da cabeça e outra debaixo das pernas. Sente-se um pouco depois de comer, a gravidade ajudará a manter a comida no estômago.

- Recorra a um especialista: se nenhum dos truques caseiros funcionar e se não encontra nenhuma solução consulte o seu ginecologista, ele poderá receitar-lhe algum medicamento. Se preferir pode recorrer a tratamentos alternativos: homeopatia ou acupunctura.

Comigo funcionou …

“Experimente bebidas isotónicas que contenham açúcares e sais minerais”.

“Rebuçados e pastilhas com sabor a canela. Funciona de verdade!”.

“Deixe umas uvas na cabeceira durante a noite. Tome-as quando acordar com náuseas durante a noite”.

“Coloque um copo com vinagre no frigorífico para absorver os maus odores”.

“Coca-Cola com muito gelo picado e beba em pequenos golos”.

“Água com sumo de limão, simples e eficaz”.



Fecha de actualización: 29-11-2006

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>