Como ensinar o meu filho a dormir a sesta?

Como ensinar o meu filho a dormir a sesta?
Partillhar

A sesta é muito recomendável, tanto para as crianças como para os adultos, já que ajuda a aguentar a jornada, a recuperar as forças perdidas e a estarmos menos irritáveis e cansados ao fim do dia. Se não consegue fazer com que o seu filho durma a sesta despois de comer, planifique uma rotina para que tudo fique mais fácil.

É necessário dormir a sesta?

Com esta idade as crianças são pequenos terramotos que não param quietos um segundo. Querem experimentar e ver tudo. Qualquer coisa lhes chama a atenção. Para que esta curiosidade se possa satisfazer precisam de uma grande quantidade de energia, que basicamente obtêm através de uma alimentação equilibrada e de um bom descanso (daí a importância da sesta).

Infelizmente, a partir desta idade começa-se a suprimir este descanso por razões escolares, pelo menos nos dias de aulas. É uma pena, porque várias investigações demonstraram que a necessidade de descansar entre as 13 e as 16 horas persiste toda a vida. Qualquer pai pode confirmar que nos dias em que os filhos não dormem a sesta, chegam a casa mais irritados e cansados. E o que é pior é que as crianças acabam por dormir antes de jantar e depois a meio noite vão acordando, alterando o seu ritmo de sono.

Tão pouco é bom que a criança durma mais do que o necessário. Mais do que uma hora de sesta também pode vir a prejudicar o sono da noite. Por isso, se passar deste tempo deve acordar a criança bem devagar para evitar que se assuste e chore.

No te puedes perder ...

Os animais de estimação e as crianças!

Os animais de estimação e as crianças!

 

Ter um animal de estimação em casa pode ser bom tanto para as crianças como para as famílias em diferentes aspectos, mas também pode originar certos riscos, como as alergias ou as infecções. Tome nota das regras para desfrutar ao máximo da convivência com um animal de estimação.

 

 

De qualquer uma das formas, se o seu filho não consegue que dormir a sesta não se preocupe, pois enquanto descansar de noite e durante o dia estiver activo e feliz, a única coisa que pode acontecer é dormir uma soneca depois de jantar.

No entanto, se a criança acordar com dores de cabeça muitos dias seguidos, se faz birra para ir para a escola, se está sonolenta ou irritada deve fazer com que a sesta se converta num hábito, já que estes são os principais sintomas de que o descanso não é suficiente.

E se não quiser dormir?

Muitas vezes é uma tarefa impossível conseguir que durma, sobretudo se tem irmãos mais velhos que já não dormem a sesta. O mais importante para consegui-lo é estabelecer uma rotina, já que as crianças são muito rítmicas. Acima de tudo deve respeitar um horário.

- Procure que a sesta não seja demasiado tarde para não interferir com o sono nocturno. O melhor é a seguir a comer, por volta das 15 horas, já que a comida dá sono.

- Organize as actividades da tarde de maneira a que nenhuma interrompa a sesta. Planifique o antes e o depois.

- Utilize elementos que a criança relacione com o sono, como um peluche, ler uma história … A criança associa estas rotinas com o facto de ir dormir.

- Não lhe vista o pijama nem coloque o quarto às escuras. Nunca utilize a expressão “Vamos dormir a sesta”.

- Se não consegue de nenhuma maneira que durma, experimente que fique entretido n acama a brincar. Esse bocadinho de descanso já é um bom começo.

- Não brigue com o seu filho por não querer dormir a sesta. Desta maneira apenas conseguirá que ganhe uma aversão à hora da sesta.

 



Fecha de actualización: 06-06-2008

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>