Consumir gorduras durante a gravidez pode afectar o desenvolvimento cognitivo da criança

Consumir gorduras durante a gravidez pode afectar o desenvolvimento cognitivo da criança
Partillhar

Ingerir em excesso alimentos que contenham gorduras trans, como os bolos industriais, os gelados, a margarina ou as batatas fritas durante a gravidez e da amamentação podem afectar o desenvolvimento cognitivo das crianças e reduzir o seu peso ao nascer, isto segundo o Dr. Pedro Mario Fernández.

No te puedes perder ...

Os pés planos

Os pés planos

Ao longo do desenvolvimento motor da criança, várias mudanças físicas ocorrerão em resposta à aquisição de importantes marcos (girando, engatinhando, correndo livre ...). Nesta ocasião, queríamos nos concentrar em seus pés, pelas múltiplas perguntas que provocam sobre sua normalidade ou a possível aparência do que tem sido comumente chamado de pés planos.

Este especialista explica que os Ácidos Gordos Trans (AGT) “atrasam a data de caducidade dos alimentos, reduzem a sua oxidação e melhoram a sua textura e flexibilidade”. No entanto, este componente, que se pode transmitir para o bebé durante a gestação e através do leite materno, “é uma estrutura artificial derivada de processos industriais que o nosso corpo não reconhece, não pode metabolizar e que se limita a acumular-se no organismo” adianta.

Outra das complicações mais importantes derivadas do consumo “não controlado” dos AGT são as doenças cardiovasculares. Neste sentido, os AGT são responsáveis pela redução do colesterol HDL (“bom”) e pelo aumento do LDL (“mau”), o que se traduz num “maior risco de sofrer de transtornos cardiovasculares” – como o enfarte do miocárdio agudo – “e inclusivo no desenvolvimento de diabetes tipo 2”. Estes ácidos gordos são também responsáveis por anularem os “efeitos positivos” de outros elementos como as vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K) “imprescindíveis para a saúde das crianças” conclui o Dr. Fernández.



Fecha de actualización: 18-06-2009

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>