Estou quase a dar à luz!

Estou quase a dar à luz!
Partillhar

Assusta-lhe a última fase da gravidez, a chegada do momento do parto, poder não estar preparada, ou inclusive não saber bem se já está a ponto de dar à luz ou se se trata apenas de um falso alarme? Algumas vezes, as grávidas sentem algumas dores de parto “falsas”, as chamadas contracções de Braxton Hicks, que podem fazer acreditar que o grande momento chegou. Aprenda a distingui-las.

Estar preparada

O nascimento de uma criança é motivo de alegria e ansiedade. A maioria das mulheres dão à luz entre a semana 38ª e 42ª da sua gravidez. No entanto, não é possível saber exactamente quando começarão as dores de parto. O nascimento, normalmente, ocorre 2 semanas antes ou depois da data calculada, mas perante um imprevisto, o melhor é ter tudo preparado com antecedência.

Deve ter claras certas perguntas que de certeza lhe surgirão no preciso momento, e que o mais provável é que os nervos não a deixem resolver:
-Devo ir directamente ao hospital ou telefonar primeiro para o consultório?

-Devo fazer algo especial quando comecem as dores de parto?

No te puedes perder ...

Desenvolvimento do meu filho dos 9 aos 12 meses

Desenvolvimento do meu filho dos 9 aos 12 meses

O bebé aproxima-se do seu primeiro ano de vida e cresce rapidamente, evolui a grandes passos. Começa a mover-se com independência e a explorar o mundo que o rodeia. Também a sua linguagem evoluiu e já é capaz de pronunciar palavras com sentido e compreender ordens simples. Ajude-o no seu desenvolvimento e estimule-o o mais possível.

-A que distância está o hospital?

-Quanto tempo demorarei a chegar?
É uma boa ideia fazer um percurso prévio ao hospital para ver quanto tempo demora e inclusive planear uma rota diferente para chegar ao hospital no caso de apanhar trânsito pelo caminho habitual. Além disso, é conveniente ter preparadas as coisas que deve levar para o hospital:

- Toda a informação relativa à gravidez, o seu cartão de utente/seguro de saúde e identificação.

-Bolsa com objectos de higiene pessoal, um robe e uns chinelos.

-Roupa para si e para o bebé.

-Sutiã para amamentar.

-Roupa adequada para o momento de sair do hospital. Tenha em conta que mesmo já não tendo a mesma barriga que tinha ao entrar, ainda não terá recuperado a sua figura. Também deve levar a roupinha do bebé para o momento de regressar a casa.

-Pensos higiénicos grandes.

-A cadeira para o carro - A segurança do seu bebé é necessária desde o primeiro dia, não deixe a compra de uma cadeira para o final, já que o parto se pode adiantar.


Os primeiros mal-estares

Na semana 36ª sentirá algum mal-estar: uma desagradável sensação na púbis, espasmos acompanhados do endurecimento do abdómen e dificuldade para respirar. São transtornos normais ocasionados, entre outras razões, porque o útero atinge no último mês a sua altura máxima e pressiona o estômago e os pulmões. Um dos primeiros sintomas de que o parto está perto é que, de repente, a respiração torna-se menos difícil e a barriga desce visivelmente.
O bebé já se encaixou no canal do parto e o útero deixa de pressionar o diafragma.
Por estas datas começará a notar as contracções de Braxton Hicks, que ainda não são as do parto. Aparecem no final da gravidez, quando o organismo deixa de produzir progesterona (um hormónio que entre outras funções se ocupa de que o colo do útero não dilate) e aumenta a produção de oxítona, outro hormónio que se ocupa do contrário, de activar as contracções que favorecem o parto.


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×
*/?>