Estudos norte-americanos destacam as vantagens da baixa por maternidade ter início antes do parto

Estudos norte-americanos destacam as vantagens da baixa por maternidade ter início antes do parto
Partillhar

Dois estudos realizados pela Universidade da Califórnia Berkeley (UCB) avaliaram quais seriam as vantagens para a saúde das mães e recém-nascidos, bem como em termos de redução de custos sanitários, o facto da baixa maternal começar antes do parto prolongando-se pelo menos nos quatro meses seguintes ao mesmo.

O primeiro estudo destaca que as mulheres que continuam a trabalhar até datas próximas da prevista para o nascimento têm maior risco de terem de submeter-se a uma cesariana, o que aumenta as complicações médicas, prolonga o tempo de recuperação e aumenta os gastos sanitários.

Neste estudo comparou-se um total de 447 mulheres que trabalharam a jornada completa, das quais uma parte entrou de baixa na 35ª semana de gestação, enquanto a outra parte trabalhou até ao final da gravidez. O número de partos por cesariana quadruplica no segundo grupo em relação ao primeiro.

O segundo estudo mostra que a percentagem de mulheres que amamentam os seus filhos é significativamente superior entre as mulheres que mais demoram a voltar à sua actividade laboral depois do nascimento. Neste estudo participaram 770 mães e os investigadores destacaram que a amamentação natural era quatro vezes mais frequente entre as que estiveram mais tempo de licença de maternidade.

No te puedes perder ...

Dormir mal, um problema de muitas crianças!

Dormir mal, um problema de muitas crianças!

As insónias são uma doença que pode chegar a desequilibrar completamente a vida de uma pessoa. No entanto, quando é o seu filhote a sofrer deste problema pode ser algo pior. De facto, para muitas pessoas não poder dormir como deve de ser à noite por causa dos seus bebés é uma questão fundamental para planear muito bem o facto de se ter filhos. Por isso, damos-lhe alguns conselhos e regras a seguir para solucionar este problema.

A amamentação natural poderia contribuir para a descida dos custos sanitários, segundo dados da Academia Americana de Pediatria, já que reduz a incidência de certas dolências entre os bebés e também os custos associados à produção e transporte de leite infantil e biberões.

À luz destes resultados, Sylvia Guendelman, professora de saúde materno-infantil da Universidade de Berkeley que liderou ambas as investigações, reforça a ideia de que abandonar a actividade laboral um mês antes de dar à luz e prolongar a baixa depois do parto trará benefícios tanto para as mães como para os filhos e reduzirá os custos sanitários.



 

 



Fecha de actualización: 02-02-2009

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>