×
  • Buscar
Publicidad

No Verão, proteja a sua família!

No Verão, proteja a sua família!

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 80% das doenças infecciosas transmitem-se pela água. Acções habituais da vida quotidiana como beber água, preparar as refeições ou fazer a higiene podem ser a causa de transtornos moderados como gastroenterites, diarreias, dores abdominais ou vómitos.

Publicidade

Crianças, grávidas e idosos: grupos de risco

Existem grupos especialmente sensíveis aos quais se deve prestar especial atenção já que apresentam sistemas imunitários mais débeis. Este é ocaso das crianças de curta idade, de pessoas maiores e de doentes.

As crianças e muito especialmente os bebés, pelas suas baixas defesas, estão particularmente expostos aos germes. Para reduzir ao máximo o risco de infecção é necessário estremar a higiene dos seus alimentos e a limpeza dos objectos que os rodeiam. Neste sentido, existem produtos seguros e eficazes para a esterilização de tudo aquilo que a criança tem à sua volta: biberões, tetinas, chuchas, brinquedos, acessórios de banho, etc.
 

No te puedes perder ...

Alimentos para as crianças comerem no Verão!

Alimentos para as crianças comerem no Verão!

Durante a época de calor as nossas necessidades alimentares alteram-se. O calor faz com que suemos mais e, consequentemente, que necessitemos de mais água, seja em forma de líquidos ou de alimentos que a contenham, como a fruta e as verduras. Para além disso, deve-se prestar uma maior atenção à higiene da comida e à nutrição das crianças.

Y tambien:

No caso de mulheres grávidas é importante prevenir as toxoplasmoses. Esta doença parasitária, ocasionada pela ingestão de alimentos contaminados e de carne pouco cozinhada, pode transmitir-se através de animais domésticos como os gatos e pode chegar a provocar abortos e más-formações no feto.

Potenciais focos de infecção

Para além destes grupos de risco, na vida diária estamos rodeados de germes e bactérias que podem ocasionar riscos para a saúde.

- A água. De acordo com um estudo da Organização Mundial de Saúde existem muitas zonas em que a água não é ideal para consumo. Esta água que chega a certas casas pode estar contaminada por uma série de elementos químicos, orgânicos e físicos que podem ser a causa de vómitos e diarreias.
 

- Frutas, verduras e outros alimentos. Até que cheguem à nossa mesa estes alimentos passam por distintos processos nos quais vão acumulando germes prejudiciais para a saúde. As águas de risco, o uso de abonos orgânicos, insectos e outros animais portadores de germes ou a simples manipulação aumentam a presença de bactérias. Na maioria das ocasiões, manipulamos alimentos tão quotidianos, como pode ser o ovo, ignorando que a casca pode ser portadora de agentes bacterianos que posteriormente dão lugar a intoxicações, como por exemplo as salmonelas.

- Outros riscos. Torneiras, banheiras, filtros de ar condicionado, humidificadores e, em geral, lugares com altas concentrações de calor e humidade resultam em ambientes ideais para o desenvolvimento de microrganismo tão conhecidos.


 


Fecha de actualización: 21-06-2006

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.