Vacinação gratuita para as crianças com Doença invasiva pneumocócita

Vacinação gratuita para as crianças com Doença invasiva pneumocócita
Partillhar

 A Direcção Geral de Saúde anunciou no passado dia 9 de Junho que as crianças e jovens até aos 17 anos que pertençam aos grupos de risco de doença invasiva pneumocócita (DIP) podem ser vacinados gratuitamente nos hospitais mediante a apresentação de uma declaração médica.

Entre as patologias que as DIP englobam estão a meningite, a pneumonia, a sépsis e a otite média aguda (causadas pela bactéria “streptococcus pneumoniae”).

De acordo com Ana Leça, Direcção de Serviços de Prevenção e Controlo da Doença da DGS, “esta medida tem como objectivo diminuir a incidência, a morbilidade, a mortalidade da doença invasiva pneumocócica e minimizar os custos sociais desta doença”.

Para este efeito foram adoptados dois tipos de vacinas:

  1. Pneumocócica polissacárida conjugada de 13 valências (PN13).
  2. Pneumocócica polissacárida conjugada de 23 valências (Pn23).

 

São vários os grupos de risco abrangidos por esta medida:

- Crianças afectadas por VIH (Vírus de Imunodeficiência Humana).

- Crianças que sofrem de drepanocitose e outras hemoglobinopatias.

- Crianças com síndrome de Down, asplenia anatómica ou com deficiências auditivas.

- Recém-nascidos prematuros.

- Jovens com doenças pulmonares crónicas (não incluindo asma, excepto se sob terapêutica mantida com altas doses de corticosteróides).

No te puedes perder ...

Música e yoga para relaxar as crianças

Música e yoga para relaxar as crianças

Uma combinação acertada de música e yoga pode ser a chave perfeita para relaxar pais e filhos. Umas peças de música clássica, com sons e melodias suaves que chamem o descanso e a tranquilidade e unas simples exercícios de respiração e alongamento servirão tanto para a criança como para si, para aliviar as tensões e os nervos do dia.

- Jovens com doenças cardíacas crónicas, doenças hepáticas crónicas, diabetes mellitus, insuficiência renal crónica e síndrome nefrótico.

- Crianças com fístula espontânea de líquor (malformação congénita, fractura de crânio ou que tenham sido submetidos a um procedimento neurocirúrgico).

- Crianças com imunodeficiência congénita, dadores de medula óssea e transplantados ou que sofram de doenças hemato-oncológicas e estejam a fazer tratamentos que quimioterapia ou radioterapia.

Apesar de tudo isto, a vacina não está integrada no Plano Nacional de Vacinação. Contudo, a mesma é recomendada a todas as crianças desde que nascem.

Pertence agora a cada serviço de Pediatria dos hospitais do Serviço Nacional de Saúde determinar o número de doses necessárias para a vacinação gratuita destas crianças e jovens.

 

 

 

Por: Patricia Santos


Fecha de actualización: 17-06-2010

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>