• Buscar
Publicidad

José Herráez - Disney Interactive Studios

José Herráez - Disney Interactive Studios

"Os pais deverão decidir se os seus filhos estão preparados para esta nova experiência dos videojogos, inserindo-os neste mundo gradualmente e sempre sob supervisão".

Publicidade

Integrado recentemente na Disney Interactive como diretor de relações com a imprensa e gestão da sua página web, José Herráez é formado em Marketing e Gestão Comercial. Com um mestrado em Estratégias de Publicidade e Marketing na Internet e outro em Direção de Comunicação, em 2001 entrou como RP Manager em Codemasters Software. Posteriormente trabalhou Como RP Manager na SEGA Espanha até à sua entrada na Disney Interactive Studios.

Todopapas: Como evoluíram os videojogos nos últimos anos?

José Herráez: Durante a última década temos sido testemunhas de como o mundo dos videojogos evolui profundamente, passando de um entretenimento minoritário e, por vezes, mal interpretado a um autêntico fenómeno social, aceite como uma forma de divertimento saudável e recomendado. A presente geração das consolas entrou nas nossas casas e ampliou o número de jogadores em toda a família, acabando mesmo por superar o consumo de cinema e da música.

TPP: Atualmente, quais são os jogos preferidos dos mais pequenos?

JH: Principalmente os jogos sociais baseados em personagens, filmes ou séries de televisão que já lhes sejam familiares. Poder compartilhar a experiência com outras crianças numa mesma consola é um fator relevante na hora dos mais pequenos escolherem um jogo. No entanto, podem ter tendência a desejar o jogo que os seus irmãos ou amigos mais velhos costumam jogar e aqui é tarefa dos pais assegurarem-se de que é indicado para a idade da criança antes de permitir que tenha acesso a este.

TPP: Qual é a idade recomendada para que uma criança comece a jogar videojogos?

JH: Não existe uma idade concreta que possamos marcar como indicada para as crianças iniciarem os videojogos. Existem, atualmente, jogos focados para crianças bem novas - a partir dos 3 anos. Dependerá, sobretudo, do critério dos pais que deverão decidir se o seu filho está preparado para esta nova experiência, inserindo-o neste mundo gradualmente e sempre sob supervisão durante os primeiros anos.

TPP: Que benefícios podem trazer os videojogos para os mais pequenos? Quais são as principais faculdades que se pretendem desenvolver?

JH: Existem diversos estudos que demonstram que o uso de videojogos facilita o desenvolvimento das faculdades motoras, para além de melhorar a coordenação e os reflexos. Nos últimos anos observado o desenvolvimento de jogos educativos para os mais pequenos cujo principal objetivo é, precisamente, facilitar a aprendizagem e a estimulação sensorial e mental.

TPP: Como é que um pai pode saber se o jogo que comprou é adequado para a criança?

JH: A qualificação por idades deve ser sempre o ponto de partida. Para além disso, é necessário que recolha a maior quantidade de informação possível sobre o jogo que decidir comprar. Existe uma grande quantidade de publicações especializadas no mundo dos videojogos, bem como inumeráveis páginas web sobre este tema que podem ser consultadas para se verificar se o conteúdo do jogo é adequado.

Articulo relacionado: O que é cesárea natural?

TPP: Que recomendações daria a um pai para que o seu filho não chegue a converter esse jogo num vicio?

JH: Em primeiro lugar que compartilhe a experiência do jogo com o seu filho, algo que também se torna muito gratificante, e que não recorra à consola como ferramenta para entreter a criança enquanto os pais se dedicam a outra tarefa. É recomendável, para além disso, estabelecer regras de utilização dos videojogos - como um tempo de uso máximo diário - e respeitá-las sempre.

TPP: Quais são os jogos mais vendidos da Disney?

JH: Sem dúvida que são aqueles que se baseiam nos filmes e séries do momento, como High School Musical, Phineas & Ferb e Hannah Montana. No entanto, A Disney criou novas marcas específicas para o meio em si que já têm grande popularidade, como PURE e Spectrobes.

TPP: Como é que acha que vão evoluir os videojogos no futuro?

JH: O jogo social continuará a ganhar adeptos e a ampliar o público que se aproximará pela primeira vez dos videojogos. A criatividade e a capacidade de transmitir emoções serão a chave na hora de diferenciar os melhores produtos daqueles criados de forma oportunista, exclusivamente para ocupar nichos de mercado, já que o público está cada vez mais informado e é mais exigente com as suas compras.


 


Fecha de actualización: 04-05-2009

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×