• Buscar
Publicidad

Sexo durante a gravidez: verdades e mentiras!

Sexo durante a gravidez: verdades e mentiras!

Durante a gestação, todo são dúvidas e preocupações. Um dos mais comuns nos casais tem a ver com sexo: pode ser praticado, pode prejudicar o bebé, qual é a postura mais apropriada? Resolvemos todas as suas dúvidas para que possa desfrutar da sua intimidade sexual durante estes meses.

Publicidade

Índice

 

Posso ser sexualmente activa durante a gravidez?

Desde que a gravidez esteja a correr normalmente, o sexo pode practicar-se sempre que desejado. No entanto, é normal que os desejos sexuais variem de acordo com o momento de gestação.

No primeiro trimestre, as alterações hormonais, náuseas, fadiga e preocupação podem, mas nem sempre, diminuir o desejo sexual. No segundo trimestre, o aumento do fornecimento de sangue aos órgãos e seios sexuais e o aumento da lubrificação da vagina podem causar o aumento da libido. Na verdade, muitas mulheres gostam mais de sexo durante este trimestre e podem tornar-se multi-orgásmicas. E novamente no terceiro trimestre, o aumento de peso, dores nas costas e outros sintomas podem afectar o desejo sexual. No entanto, cada casal é diferente.

 

Pode prejudicar o bebé?

O bebé está protegido pelo líquido amniótico e pela placenta, bem como pelo tampão de muco que bloqueia a saída do canal de parto durante a maior parte da gravidez, pelo que o sexo não afectará de modo algum o feto. De facto, o sexo é benéfico na gravidez porque prepara o corpo para o parto vaginal, melhora o tónus muscular, aumenta a quantidade de oxigénio que chega ao bebé, relaxa, etc.

Muitos casais têm medo de ter relações sexuais nas primeiras semanas no caso de que possa causar um aborto espontâneo, mas os abortos estão relacionados com anomalias cromossómicas ou outros problemas no desenvolvimento do bebé.

 

Quais são as melhores posições?

Qualquer posição em que ambos se sintam confortáveis está bem. É evidente que à medida que a gravidez avança haverá algumas posturas impossíveis de adoptar, como a do missionário, uma vez que a barriga será um "estorvo". O mais confortável será tanto ao lado como por atrás. Deixem a criatividade resolver este ponto.

 

Pode fazer-se sexo oral à mulher?

Em princípio, sim, é possível, só tem uma pequena desvantagem, e isto é que é preciso ter cuidado para não introduzir ar na vagina porque, embora seja muito raro, este jacto de ar pode entrar num vaso sanguíneo e causar uma embolia gasosa, algo muito perigoso. É muito estranho que isso aconteça, mas é melhor ter cuidado ao fazer sexo oral e respeitar essa limitação.

 

É necessário o uso de preservativos?

Só é necessário usar preservativos se algum de vós tiver uma infecção genital, especialmente se for o homem, pois uma infecção nessa área pode ser perigosa para o bebé.

 

É verdade que os orgasmos podem adiantar o parto?

Os orgasmos podem causar contracções uterinas, mas estas são diferentes daquelas que ocorrem durante o parto. Se tiver uma gravidez normal, os orgasmos (com ou sem relações sexuais) não irão acelerar o trabalho de parto.

 

Quando pode retomar-se a actividade sexual após o parto?

O seu corpo precisa de várias semanas para recuperar do stress do parto, quer tenha sido uma secção vaginal ou uma cesariana. Normalmente, deve-se esperar até ao fim do período de quarentena para que o colo do útero feche e para que quaisquer lesões ou episiotomia cicatrizem. No entanto, é melhor consultar o ginecologista em cada caso específico.

 

Quando é que o sexo deve ser totalmente evitado?

Nas gravidezes consideradas de risco ou quando ocorrem certas complicações, as relações sexuais devem ser abandonadas:

- História de abortos espontâneos sem causa.

- Risco de nascimento prematuro.

- Hemorragia vaginal.

- Placenta previa ou inserção baixa da placenta.

- Incompetência cervical.

- Quebra de água prematura.

- Herpes vaginal ou outras infecções.

- No terceiro trimestre de gravidez, quando se trata de uma gestação múltipla.


Glosario

Herpes

Definição:

Lesão cutânea inflamatória caracterizada pela aparição de pequenas vesículas agrupadas. Apresentam-se em duas variedades: A herpes tipo I, a mais comúm, produz lesões dolorosas à volta da boca; o herpes tipo II, o Herpes Zóster, afecta, sobretudo, adultos e é mais frequente na região genital.

Sintomas:

Aparição de aftas, perda de apetite se é tipo I.

Tratamento:

Comprimidos que têm a capacidade de diminuir notávelmente a duração dos síntomas. Também se pode aplicar uma pomada.

Guia para uma gravidez saudável, Clínica mayo.

Fecha de actualización: 23-12-2020

Redacción: Irene García

Publicidade

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×