¿Menino ou menina? Agora podes escolher

¿Menino ou menina? Agora podes escolher
Partillhar

Já teve um filho e agora você quer ir por o casal? Está cansado de ter miúdos e mais miúdos e quer que seu próximo filho seja uma menina até que enfim? Não é preciso ir para as técnicas médicas de separação in vitro, você pode usar um dos métodos que propomos abaixo. Seus descobridores garantem que funcionam. Controle a sua dieta e seu período de ovulação e decida se você quer comprar roupas de menino ou menina durante a sua próxima gravidez.

Método Baretta

Embora pareça uma brincadeira, o fato é quea alimentação faz influi no sexo do bebê. Segundo um estudo da bioquímica Adriana Baretta, pode fazer pender a balança em favor de um ou outro sexo apenas com uma dieta e acompanhamento da ovulação. Este método baseia-se na maior ou menor presença de quatro sais minerais: sódio-potássio sobre o cálcio-magnésio. De acordo com os alimentos que come a mulher antes de engravidar contendo diferentes proporções dessas substâncias, o bebê terá mais probabilidades (98%), de ser menino o menina.

 

A bioquímica partiu dos estudosdos pesquisadores Stolkowsky, Lorrain e Gagnon (Labro e Papa, 1983), que observaram a influência que tem os minerais no metabolismo feminino no momento de o sexo do filho ser selecionado. Depois de uma série de experiências, especificam que uma elevada proporção de potássio e de sódio na dieta, enquanto um decréscimo em cálcio e magnésio, favorecia o espermatozoide Y, enquanto que a relação oposta favorece a espermatozoide X.

Após esses dados de pesquisa, fez-se um estudo retrospectivo em 99 mulheres com pelo menos, dois filhos do mesmo sexo e uma relação de mineral foi estabelecida através do estudo da alimentação dessas mulheres:

Coeficiente (CM) de sódio Mineral + Potássio / Cálcio + Magnésio

Os resultados deste estudo foram: em 84,4% das mulheres com apenas meninos, seu Coeficiente Mineral foi maior do que 4, o que indica uma elevada presença de potássio e sódio, e 84% das mulheres tinha apenas meninas, o CM foi inferior a 2, portanto, baixos níveis destes dois minerais.

Menino ou menina? Agora pode escolher!

Menino ou menina? Agora pode escolher!

Já tem um menino e agora quer ter uma menina? Já está cansada de ter meninos e agora quer ter uma menina? Sem a necessidade de recorrer a técnicas médicas de separação in vitro, pode optar por alguns dos métodos que propomos mais à frente. Os seus descobridores asseguram que funcionam. Controle a sua alimentação e o seu período de ovulação e escolha se quer comprar roupa de menino ou de menina durante a futura gravidez.

 

Assim,Adriana Baretta criou um método testado em 120 mulheres com um sucesso do 98%. As mulheres querecorrem a esse método fazem uma dieta progressiva durante os três meses anteriores ao momento da concepção. Naquele tempo, identificam-se os períodos mais férteis e o momento exato da ovulação. Os exames de sangue e se tudo correr bem, da-se via livre para tentar a gravidez. É  importante cumprir com o tempo de preparação, três meses, já que de acordo  com Baretta "é o tempo necessário para o corpo a assimilar as mudanças na dieta e começar a agir como um filtro para o espermatozoide que deseja ser encorajado. Alem disso precisamos de três ciclos para que a mulher aprenda pelo método sinto-térmico a verificar com precisão a sua ovulação, e isto também o confirmamos com a análise hormonal".

Portanto, durante este período é tão importante quanto o que comes como o que não comes. Se á um baixo coeficiente de sódio-potássio e um alto teor de cálcio e de magnésio, a tendência é para ter machos. E para ter meninas, o inverso. Se um casal quer selecionar o sexo de seu futuro bebé, o primeiro passo que deve seguir é o de fazer uma medição do coeficiente Mineral da alimentação feminina, a fim de saber qual dos quatro intervalos definidos (de acordo com Coeficiente Mineral) encontrasse anteriormente a futura mãe, em relação aos seus hábitos alimentares históricos. Por exemplo, alimentos como legumes, nozes, carnes, peixes e a fruta favorecem a procriação de meninos; em relação aos produtos lácteos, acelgas ou farinha de aveia que ajudam a gestação de meninas. "Embora note-se um certo equilíbrio entre o que você come e não come, já que não é suficiente apenas comer um determinado produto", diz a autora do livro.

 

 

Mas,o método também se baseia na altura da ovulação. "Há diferenças no muco cervical, de acordo com o momento do ciclo, a alcalinidade e a acidez são diferentes e favorecem a permeabilidade de X ou Y. É demostrado que os pares que concebem no pico mais alto de ovulação é mais provável ter meninos ", explica Baretta. "O espermatozoides X sobrevivem mais tempo quando os fluidos são mais alcalinos, e os Y nadam mais rapidamente e melhor quando os fluidos são mais ácidos."

Para alcançar o sucesso na predeterminação, é essencial combinar a alimentação com os períodos de ovulação. Baretta avisa: "a falta de complementaridade entre os dois pode levar a dificuldades ou atrasos na concepção ou pseudo infertilidade ".

Método Shettles

Com um sucesso de 75%, os médicos Landrum Shettles e David Rorvik, autores do livro “Como escolher o sexo de seu bebé”, baseiam-se nas diferenças entre os espermatozoides X e os Y . Acordo com os estudos do Dr. Shettles, os  espermatozoides com o cromossoma Y (masculino) são mais pequenos, mais rápidos e mais fracos exigem condições de mínima adversidade - aconchegante, alcalina -; chegam em primeiro lugar e morrer rapidamente; o espermatozoide deve chegar as trompas de Falópio quase simultaneamente com o óvulo. No enquanto aqueles que levam o cromossoma X (mulher) são maiores, mais fortes e mais lentos, mais resistentes a condições moderadamente adversas ou ácidas. São mais duráveis ​​e podem esperar alguns dias ao óvulo.

Image

Estemétodo procura combinar o momento da relação sexual com o ciclo menstrual da mulher. Quanto mais próximo domomento da ovulação seja a relação sexual, mais possibilidades têm de engravidar a mulher e se o casal tem relações sexuais dois dias antes da ovulação, ou dois dias após a ovulação, as chances de conceber um menino aumentam. Estes dados estão de acordo com a velocidade e a força dos espermatozoides X ou Y que chegaram a fecundar o óvulo.

A mulher deve ter a certeza do momento da ovulação, e para chegar a este ponto deve "estudar" o seu útero, apontando a temperatura basal todos os dias, e mantendo o controle dos dias exatos de duração do  seu ciclo e assim como o momento no que ovula (mudanças na secreção de muco vaginal-cervical e da temperatura basal).

Para ter um menino

Abster-se defazer sexo ou utilizar preservativos até 4 dias antes da ovulação. Após este ponto, abster-se até 12 horas antes da ovulação. O Dr. Shettles diz que o homem terá melhores quantidade de espermatozoides e favorecerá a concepção de um menino. Duranteas 12 horas de ovulação, o casal deve ter relações sexuais, de preferência apenas uma vez e se tiver relações novamente, devem usar preservativos. Durante a ovulação, fluidos vaginais e colo do útero são alcalinos, uma condição que faz  mas favorável a chegada do espermatozoides (X ou Y), mas especialmente favorável para os Y (masculino).

Para ter uma menina

O casal deve parar de ter relações sexuais dois dias antes da ovulação, para que mais espermatozoides X (feminino) estejam presentes.Este método recomenda o casal a ter relações sexuais após o fim do período menstrual, pelo menos, um dia depois, até 2 dias antes da ovulação. Antes disso, as secreções vaginais são mais ácidos e os espermatozoides X (feminino) terá mais probabilidades de sobreviver e fertilizar o óvulo que o espermatozoide Y.

Alguns truques...

Para conseguir um líquido mais ou menosalcalino, a mulher pode fazer uma série de lavagens vaginais com água e de bicarbonato de sódio (um litro de água por cada colher de sopa de bicarbonato de sódio) para atingir um meio alcalino favorece tanto espermatozoide Y.


E com água e uma colher de chá de ácido acético (vinagre), para conseguir assim um meio ácido.

Recomenda-se também que o casal mantinha uma dieta à base de proteína para ter um menino, e uma dieta rica em produtos lácteos e não comer carne para ter uma menina.

Método Tabela China


Este método, além de que carece de uma base científica para provar sua confiabilidade é baseado em uma tabela feita há milhares de anos de acordo com as lendas chinesas antigas, que dizem que o sexo do bebé é determinado pela idade da mãe e o mês de concepção do futuro filho. Desta forma, poderias escolher o sexo do bebé. Apenas tentando engravidar no mês correspondente ao sexo desejado de acordo com a tabela. E se estás grávida esta tabela também serve para saber o sexo do bebé que levas dentro.

Aqui tens a tabela chinesa. Basta olharna caixa de sua idade atual, ou a idade em que queres engravidar, e olhar para os meses que é mais provável conceber um menino ou uma menina de acordo com as cores da tabela (azul mostra menino e rosa menina) . De acordo com aqueles que o têm realizado, a tabela tem um sucesso de 70%.

 

 

Fonte: Adriana Alicia Baretta, bioquímica, autora do libro “¿Niño o niña? Ya puedes elegir”. (MAD 2006).  Landrum Shettles y Rorvik, autores do libro "Cómo elegir el sexo de tu bebé”.

Redação: Irene García


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
loading...
×


×
×
×