Preparados para serem pais?

Preparados para serem pais?
Partillhar

Ter um filho é uma decisão transcendental que modificará toda a sua vida. Escolher o momento ideal é muito importante para facilitar a vida do bebé, já que se a relação como casal não for a adequada, se o nível económico não for o suficiente ou se a sua carreira profissional lhe ocupa muito tempo, a criança notará essas carências. Tente perceber se este é um bom momento para ter um filho.

Como saber se é o melhor momento?

 

Muitos casais desejam o momento ideal para terem um bebé: o momento em que as condições materiais, profissionais e emocionais assegurem uma época perfeita para uma gravidez. No entanto, os problemas profissionais, financeiros e de saúde podem surgir em qualquer momento. Por isso, não deve andar a preparar um mês ideal para ficar grávida, já que a qualquer momento podem surgir complicações.

 

Existem muitas mulheres que sempre desejaram ser mães. Outras vêem os bebés de outra fora. Se o seu interesse pela maternidade é recente, talvez se pergunte se está preparada ou não. Se já tem uma vida estável (uma boa casa, um bom trabalho, uma boa relação de casal) será mais difícil tomar uma decisão, já que um filho altera todas as perspectivas. Muita coisa muda: a sua carreira profissional, as suas amizades e até alguns afectos e actividades que vão ficar de lado. A gravidez e a maternidade modificarão o seu estilo de vida e perderá alguma da liberdade e espontaneidade, o que se pode tornar difícil de aceitar.

No te puedes perder ...

Partos múltiplos

Partos múltiplos

Embora estar grávida de dois ou mais bebés seja uma experiência maravilhosa e uma grande satisfação para os pais, há que ter em conta que quantos mais são os fetos maiores são os riscos, tanto para a mãe como para os bebés.

Apesar disso … e as satisfações e alegrias de criar uma nova vida? Isso é o que você deve ter em conta, os prós e os contras de cada decisão.

Adquirir uma perspectiva realista

A maternidade é uma das melhores experiências da vida, contudo, também tem o seu lado negativo: noites sem dormir, crianças que não param de chorar, bebés exigentes e imprescindíveis, doenças, etc. Até que as crianças cresçam não sabem dizer o que têm e o que sentem, o que pode fazer com que você se sinta frustrada.

Os bebés também exigem muito tempo e atenção. Durante meses o seu filho será a sua máxima prioridade, o que pode supor uma tensão importante nas suas relações, no seu trabalho e na sua satisfação pessoal.

No entanto, estes aspectos que pedem a maior atenção também são aqueles que acabará apreciando como os mais valiosos e enriquecedores. O seu bebé não só virará o seu mundo de pernas para o ar, como também lhe ensinará que você tem uma enorme capacidade para alimentar uma vida. Vai sentir-se amada e a pessoa mais especial do mundo. Nos momentos mais frustrantes, um sorriso ou uma gargalhada do seu bebé vão fazê-la esquecer todo o cansaço e grande parte doas aspectos negativos.

Está preparada para a maternidade?

- Como está a sua saúde física e emocional?

Os nove meses de gravidez, um bebé a chorar ou doente e as noites sem dormir podem esgotar todas as suas energias, especialmente se a sua saúde não estiver a 100%. No entanto, um tempo de descanso, de tranquilidade e uma alimentação adequada podem ajudá-la a recuperar as forças e a melhorar a sua saúde.

- Tem experiência com crianças?

Os bebés podem passar de um grande sorriso a um pranto de choro numa questão de segundos, isto sem nenhuma razão aparente. Se nunca tomou conta de uma criança pequena, quando for mãe pode sentir falta de experiência. Passar algum tempo com mães e os seus bebés vai ajudá-la a desenvolver a sua capacidade para cuidar de crianças.

- A prioridade do casal é ter um filho?

 A sua gravidez e a chegada de um filho afectaram o vosso tempo enquanto casal. Se um de vocês está um pouco reticente com a ideia de terem um filho, as constantes necessidades de um bebé podem conduzir a discussões. A comunicação entre ambos é essencial para manter a vossa relação.
 

- Quanta energia perde na sua profissão?

Ter um filho é como um segundo trabalho. Se tem uma profissão stressante que lhe exija largas jornadas, pode acontecer que não tenha tempo e energia para enfrentar as duas coisas. Pense como poderá ajustar a sua vida profissional para que tenha tempo para o seu filho.

- Pode incluir um filho nas suas actividades?

Os bebés necessitam de comer regularmente, de mudar as fraldas, de lugares apropriados para dormir e de certas rotinas. Desta forma, deverá adequar os seus lugares de eleição à criança, isto para que ajude a criar um equilíbrio entre a sua vida social e o seu filho.

- Esta economicamente preparada?

De acordo com um estudo recente, ter um filho custa cerca de 6 mil euros anuais. Uma quantia que deve ser levada em conta. A roupa, os brinquedos, as fraldas, etc. Planifique a sua economia de acordo com estes novos gastos para ver se poderá enfrentar uma maternidade sem problemas.

A atitude faz a paternidade

Este é o teste definitivo para saberem se estão ou não preparados. Se responder sim a mais de cinco perguntas, pode ser que tenha de considerar a sua atitude em relação à maternidade:

  • Tem alguma ambição sobre o futuro do seu filho?
  • Não está segura de como as acções dos progenitores afectam os seus filhos?
  • Acha que tem de rever alguns pontos de vista sobre a paternidade?
  • Acredita que depois de o bebé nascer o próprio instinto fará com que saiba tomar conta do seu filho?
  • Está preocupada se o seu marido tem ideias distintas das suas sobre a paternidade?
  • Acredita que os recém-nascidos devem adaptar-se a uma rotina estrita?
  • Acha-se capaz de tomar conta de uma criança?
  • Acredita que as crianças choram sem motivo?
  • É difícil para si aceitar a ideia de desordem que um filho traz?
  • Prevê algum conflito com alguém da sua família pela maneira como pensa educar o seu bebé?


 



Fecha de actualización: 24-03-2008

Redacción: Irene García

TodoPapás es una web de divulgación e información. Como tal, todos los artículos son redactados y revisados concienzudamente pero es posible que puedan contener algún error o que no recojan todos los enfoques sobre una materia. Por ello, la web no sustituye una opinión o prescripción médica. Ante cualquier duda sobre tu salud o la de tu familia es recomendable acudir a una consulta médica para que pueda evaluar la situación en particular y, eventualmente, prescribir el tratamiento que sea preciso. Señalar a todos los efectos legales que la información recogida en la web podría ser incompleta, errónea o incorrecta, y en ningún caso supone ninguna relación contractual ni de ninguna índole.

×


×
×
×
*/?>