Se o parto nunca chega

Se o parto nunca chega
Partillhar

Se você passoua semana 40 e não a nenhum sinal de que vá dar à luz em breve, os nervos, o desconforto, o stress... a vão faze-la ficar doida. Além dos truques caseiros para induzir o parto (sexo, comida picante, exercício), o médico pode decidir o induzir por drogas, a ruptura de membranas ou amadurecimento cervical. De uma forma ou de outra, tranquila, que seu bebê acabará por nascer.

Parto, uma gravidez tardia!

Parto, uma gravidez tardia!

Se já passou da 40ª semana e não há indícios de que vai dar à luz em breve, os nervos, o desconforto e o stress começam a atormentá-la. Para além dos truques caseiros para provocar o parto (fazer amor, a comida picante, o exercício) o médico pode tomar a decisão de induzi-lo mediante fármacos, através da rotura das membranas ou do amadurecimento cervical. De uma forma ou de outra, o seu bebé vai acabar por nascer.

Se você passou a semana 40 e não a nenhum sinal de que vá dar à luz em breve, os nervos, o desconforto, o stress... a vão faze-la ficar doida. Além dos truques caseiros para induzir o parto (sexo, comida picante, exercício), o médico pode decidir o induzir por drogas, a ruptura de membranas ou amadurecimento cervical. De uma forma ou de outra, tranquila, que seu bebê acabará por nascer.

 

Uma gravidez tardia

É perfeitamente normal que a gravidez dure mais tempo do esperado. De acordo com especialistas, o 95% dos bebês nascidos o fazem após a data prevista para o parto. Chamasse gravidez tardia quando continua após 42 semanas, quando a maioria tem duração de entre 38 e 41. Cerca de 5% das gestações são atrasados​​.

 

As razões para que ocorra uma gravidez tardia são varias:

-Erro de cálculo. Os médicos estimam que a data de concepção ocorre 14 dias após o último período menstrual. A partir daí, determinar a data de entrega. No entanto, são poucas as mulheres que têm um ciclo regular de 28 dias exato, cálculo nos que as contas teóricas são baseadas. Por esta razão, a ovulação poderia produzir-se num outro dia, pelo que a data de concepção seria atrasada e portanto, a do parto.

- Atrasofisiológico. Pode haver ocorrido que o óvulo, depois de fertilizado, levou mais tempo do esperado para se aninhar no revestimento do útero, ou que o feto tenha amadurecido de forma mais lenta do que o normal.

-As mudanças hormonais. Às vezes, as hormonas sofrem variações, o que torna difícil determinar a data exata do nascimento. Por exemplo, quando ocorre a concepção depois dos 40, depois de um aborto espontâneo ou logo após a interrupção do uso da pílula.


- Dependendo da formado colo do útero. Quando o útero é alongado, precisa de mais tempo para se preparar para o nascimento.

- Consumo demedicamentos.Tomar certos medicamentos -comoalguns analgésicos- perto da data prevista para o parto pode atrasar o apariçao das contrações.

- Ser mãe pela primeira vez. O primeiro parto é mais provável de ocorrer após a 40 ª semana. De acordo com especialistas, essas mulheres precisam de mais alguns dias de gestação para o colo do útero para se preparar para o parto, devido a que ainda não foi modificado por um parto anterior.

 

O cuidado do bebê


É muito importante saber que o bebê está totalmente maduro antes de induzir o parto, mas também não pode ficar mais tempo do adequado, já que o excesso de maturidade do feto também pode ser perigoso. Nas últimas semanas, se realizaram uma série de testes:

 
- Monitorização: Através de um sensor que conecta ao abdômen da mãe e a um computador, verifica-se que a frequência cardíaca do bebê e as contrações uterinas são regulares. O teste leva de 20 a 30 minutos e se repete a cada 48 horas entre as semanas 40 e 41, e cada 24 horas entre as semanas 41 e 42.

-Dopplervelocimetria: Esta é uma técnica de ultra-som que é realizada durante as ecografias. Mede a circulação sanguínea da mãe e da criança. Isto irá avaliar se o feto está recebendo alimento e oxigênio corretamente.


- Amnioscopia: Esta técnica avalia a qualidade, a cor e a transparência do líquido amniótico que envolve o bebê. Consiste na inserção de um tubo pequeno dentro do cérvix através da vagina. Um líquido amniótico escasso, denso e escuro indica sofrimento fetal. É um método de quase completamente abandonado.

- Ultrassom: Este método permite visualizar dentro do útero. É usado para avaliar a condição de a placenta e para controlar a quantidade de fluido amniótico.

- Perfil biofísico maternal e fetal: É realizada aproximadamente na semana 39 e três dias depois, na semana número 40 e três dias e, finalmente, na semana 41 cumprida. Valora como está a mãe, nesse momento, se tem fatores de risco como gestosis, pressão alta, etc., e fornece informações sobre a saúde do bebe.

 
Maneiras caseiras para induzir o parto

Há uma sériede truques para induzir o parto. Fazer amor é provavelmente o método mais agradável. Esperma humano contém prostaglandinas naturais, muito estimulante para útero. A relação sexual não é perigoso para o bebê, a menos que o ginecologista dissesse o contrário. A estimulação dos mamilos, tanto durante o sexo ou a si mesma, também podeprovocar a liberação de oxitocina, uma hormona que contrai o útero e amadurece o colo do útero. Isto funciona melhor se os mamilos "são rolados" entre o polegar e o dedo indicador por cerca de vinte minutos. Isto pode ser feito de várias vezes por dia.


O exercício, como caminhar ou subir escadas, também ajuda, já que a cabeça do bebê vai começar a fazer mais pressão sobre o colo uterino. Pelo menos, o fato de fazer uma breve caminhada pode ajudar ao bebe a ser colocado em uma posição melhor para o parto.

 

A comida picante e exótica também pode ser servir, desde que, não produzam azia. Mas nunca tente provar o óleo de rícino. Além de ter um gosto ruim, pode causar diarreia, cólicas, náuseas, vômitos, desidratação, fadiga e até mesmo contrações uterinas espasmódicas mas ineficazes.

 
A acupunctura e os remédios homeopáticos e herbários são estratégias igualmente válidas para relaxar e se entreter enquanto espera. No entanto, pergunte antes com o seu médico, já que algumas destas preparações podem ser potencialmente perigosas.


Métodos de indução médica

Seremédios não funcionam, e o parto não chega nunca, provavelmente, o médico vai acabar tomando a determinação de o provocar a partir da semana 42. O parto induzido é menos eficaz do que o espontâneo e á entre 1,5 e 2 vezes mais chances de precisar de cesariana em caso de que seja o seu primeiro bebê. Também são mais longos  e você pode precisar de passar dois ou mais dias no hospital, enquanto o colo do útero fica pronto para o parto e se provocam as contrações.


Existem vários métodos:


- Descolar as membranas. A manobra de Hamilton é o método menos invasivo de estimulação. Para descolar as membranas, o médico fará um exame vaginal normal e, em seguida, passará um dedo entre o colo do útero e a bolsa de águas. Esta ação estende o colo do útero e libera substâncias naturais que podem ajudar a amadurecer e  aumentar as contrações. É normal ter uma pequena mancha vaginal, mas não e necessário chamar um médico, a não ser  que seja muito sangue ou ache que rebentou águas. Só funciona se o colo do útero tem começado a abrir

-Amadurecimento do colo do útero. Podem utilizar diferentes medicamentos ou dispositivos para abrandar, reduzir e dilatar o colo. Uma vez que foi dilatado e as membranas quebradas, geralmente é dada a oxitocina para iniciar as contrações. A maturação em geral é feita com prostaglandinas (administrada em supositório ou gel) ou com cateter de Foley (um tubo estreito com um balão na extremidade é passado através do colo do útero e, em seguida, esvaziado insuflado no seu ponto mais alto). Nenhum destes processos é mais desconfortável do que um exame vaginal normal.

- A oxitocina. Esta substância é liberada naturalmente durante o parto. No caso de indução, oxitocina sintética é administrada por gotejamento intravenoso para fazer as contrações mais fortes. Também pode ser usado para reforçar as contrações no parto.

Alguns pensamque essa hormona provoca contrações anormalmente fortes, mas, devido a que reforça alguns das primeiras mais dolorosas, pode ajudá-la a ir mais rápido para a fase ativa do parto. Se você receber a oxitocina, vão querer manter um controle uterino e fetal constante  para verificar se há sinais de estrese fetal. O quantidade que receba pode ser aumentada ou diminuída para espaçamento adequado das contrações.


- A ruptura de membranas. Se você já teve um parto vaginal anterior, e seu exame cervical é favorável, a simples liberação do líquido amniótico que envolve o bebê pode ser suficiente para levá-la para a fase ativa. Em alguns casos, a quebra pode ser realizada em combinação com oxitocina.

 

Razões para aindução


Em alguns casos, a balança médica inclina-se pela indução artificial, já que o perigo que supõe para você e seu bebê continuar a gravidez supera o aumento do risco de cesariana. Entre as razões médicas estão:


- Baixo nível de líquido amniótico no útero.
- Pré-eclâmpsia.
- O bebê não crescer bem (CIUR).
- Gestação prolongada (passa  das 41-42 semanas).


0 Comentários

Escreva o seu comentário

iniciar sessão inscrição
×


×
×
×